Muita gente quer ter um bambolê, mas está com pouco dinheiro para adquirir tanto os importados, quanto os artesanais.

Mas fazer o seu próprio bambolê não é difícil, não. Apresento a receita:

DSC06260

Materiais:

– Tubo de polietileno de alta densidade (PEAD), ou de polietileno de baixa densidade (PEBD), ou como é mais comum chamarem em ferragens, “mangueira preta” (que se usa para irrigação).

– Emenda para unir as pontas, também comprada na ferragem, junto com o tubo.

– Algo para cortar o tubo: pode ser uma faca, se o tubo por maleável o suficiente, ou algo mais especializado, tipo um arco de serra.

– Secador de cabelo, ou um fogão e panela para um esquema de banho-maria.

– Fita isolante colorida para decorar.

Como fazer:

Na ferragem, compre os materiais. O preço varia, então, não tenho como saber na sua cidade. Mas não é muito caro.*

A quantidade de tubo depende do tamanho do bambolê. Um bambolê grande, pode levar até 3 m , enquanto que um menor, para crianças, pode precisar de bem menos que isso. Para saber o tamanho do bambolê para você, meça a distância do chão até o umbigo (o raio) e descubra a quanto isso equivale em uma circunferência.

DSC06252

A espessura do tubo também é importante, um tamanho médio é o de 3/4. É o tamanho indicado para bambolês adultos leves e rápidos. A opção de 1/2 é a mais fininha, indicada para bambolês de crianças, que não serão muito grandes. E o de 1 pol, é o mais grosso, que só deve ser utilizado para pessoas muito altas, ou que precisam de um bambolê muito grande.

DSC06253

Já com os materiais, corte o tubo no tamanho certo. Aqueça as pontas, em banho-maria ou com um secador de cabelo. Coloque a emenda em uma das pontas e empurre pra dentro (eu empurro contra o chão, para facilitar), e depois encaixe a outra ponta (isso exige um pouco mais de força).

DSC06255

A estrutura do bambolê está pronta. Agora só falta enrolar com fita isolante, que além de deixar bonito, ajuda a adicionar peso.

DSC06257DSC06258

* Sobre o material, dependendo da qualidade do tubo, o bambolê vai ficar mais ou menos bom. Se ficar molenga demais, não vai ser tão estável e responsivo, portanto, se só encontrar o tubo molenga, é bom reforçar na fita. Mas o recomendável é o tubo mais firme, que é o PEAD, e não o PEBD. Isso às vezes envolve visitar várias ferragens e fazer alguns testes, até descobrir exatamente o material que está disponível e o que é mais adequado para cada um.

Nesta foto abaixo, estão os primeiros bambolês que eu fiz na vida, em 2010. (Meu gato adorou.)

IMG545-01IMG544-01

Anúncios